quarta-feira, 4 de março de 2015

A palavra que aproxima



PALAVRA

Para o sentido da pele, palavra para virar tato,
pra ter o alcance do abraço,
 
tem que revelar,
tem que desnudar,
tem que ultrapassar
 
artifícios, artimanhas, o orgulho, as  conveniências,
as arrogâncias em suas intermináveis reentrâncias,
 
então ela, a PALAVRA, tem de  ir direto ao ponto,
nada de vírgulas, sem  reticências,
ela tem que propiciar o encontro,
tocar o ponto G do encanto...
 
Uma palavra pra arrepiar a pele
tem que sair de boca úmida,
ver de  pernas bambas, bate bate bate coração,
pudores?, caídos ao chão,
 
PALAVRA
 
tem que ser limpa, leve ou dura,
nua, em pelo, ter soltos seus cabelos,
ao vento, todo o tempo, todo o mundo,
espaço,
palavra pra virar tato
_ TEM QUE SER DITA,
 
gritada  sem medo de queimar a fita,
sem  tratos, sem tretas,
dizer e tocar tem que ser
um combinado
entre o amor e oque é verbalizado,
 
pode dar errado?
claro!,
dizer é arriscado,
pode dar tudo errado,
 
ficar pouco entendido,
mal explicado,
é muito.muito complicado,
 
amor, palavra, poros dilatados,
pelos arrepiados, sentimentos
confrontados,
a viver!, essa armadilha que nos
desafia,
dia.a.dia.todo.santo.dia
 
à palavra certa
está sempre à espera de ser dita,
de ser compreendida e ser capaz
de dizer
de ouvir
de possuir
 
alguma coisa que faça sentido
e aproxime.

A palavra precisa aproximar. Senão, melhor nem ser dita



*
 


Um comentário:

ticoético disse...

Concordo, palavra é essencial,é fundamental até para o medo que é o que,as vezes,a prende e a esmaga,queria ter forças pra DIZER a palavra.

Abraço!