domingo, 20 de abril de 2014

A Constelação das Flores do Perdão

.

Haverá sempre uma coroa de espinhos rondando todo o bem. Ela será cravada, e sangrará as dores de um mundo que não aprende. Mas que tenta. E como tenta...! Haverá sempre uma cruz. A materialidade que aprisiona e guarda em seu ventre uma rosa, que traz espinhos, que guarda o perfume, e permite a existência das pétalas aveludadas, que são para lembrar que haverá também o SURGIR, e o RESSURGIR e então, os espinhos permitem a dominância das pétalas em flor, proteção... e a coroa será feita de todas as flores,vindas de sementes de todo bem, BEM que não se nega à ninguém.
Sempre haverá a necessidade do perdão pregado na cruz. E ele será concedido porque existe o amor, a flor do amor, e amor quer flores, mesmo que para isso, sejam necessários pregos e dores.

A Páscoa sinaliza um marco. Todo dia ela acontece. No perdão. No agradecimento. No reconhecimento de que a vida é mais, um pouco mais para dentro, lá, onde nasce a flor do nosso ser.


A flor do nosso ser...




*

Nenhum comentário: