sexta-feira, 28 de março de 2014

à caminho de casa

.


BEM-vindos sejam os ares de Outono com seus perfumes de acomodação. Tudo se acalma. Uma volta continuará à ser mais lenta que uma reviravolta, mas que não se criem ilusões: tudo pode continuar a ser quente. Ou melhor ainda: tudo pode esquentar. Do sol, os raios. Das estrelas, as emanações celestiais. Dos corpos, um calor subjacente, de convite subliminar. Ah!, um amor outonal! Substancioso amor é este que nasce com o acréscimo do frio. Quando renasce, é uma explosão de renovação telúrica. Lá das entranhas da terra. A força da terra. A força das pedras. A força das montanhas. A força dos verdes que se entregam à queda. A queda. Quando a gente chega ao chão, descobre que é exatamente dali que brota o paraíso. Paraíso por fora é até moleza. Quero ver por dentro!, quero ver no silêncio, quero ver na contemplação. Quero os dias de Outono, e os quero pra sempre. O canto distante dos pássaros que se recolhem mais cedo, e seu canto que diz que é chegado um bom tempo. Tudo se assenta. Acomoda-se. Nada mais confortável do que um dia de Outono a caminho de casa. 

3 comentários:

vanessa disse...

Amei!
Amo Outono. Amo dias assim, a fim.

Beijo, mana querida. Que tudo esteja divina e magicamente organizado. Mas aquela organização tão sem ordem que só a gente sabe onde encontra o que. Onde encontra o caco de vidro.

'Uma vez, quando eu tinha quatro anos,
achei um caco de vidro no monturo.
Lavei, enxuguei, guardei bem guardado
e fui comer com vontade, ficar obediente,
emprestar minhas coisas, por causa do caco,
porque tinha ele,
porque eu podia quando quisesse
pôr ele contra o sol e aproveitar seu reflexo' Adélia Prado.

Saio sempre encantada e feliz em te-la aqui, Be.
Esteja feliz e em paz!

.

A primeira estrela disse...

Eu acho que o Outono é minha estação preferida.
Eu gosto da calmaria dos ventos, eu gosto do clima ora quente, ora frio. É como se Deus tivesse indeciso.

=*

vanessa disse...

Pra começar vou dizer que estou bem do seu lado.
A sensação de ter noticias suas é boa demais, mas de certa forma, sem escrever a gente se sintoniza.

Ando vazia das razões, Be. Por mais que me aconselhem a guia-la... E quer saber, mana? Tô adorando...

Ando mais apaixonada pela vida e motivada por vontades e até mesmo sensações. Gasto menos tempo pensando no que vão pensar e simplesmente deixo o barco navegar. Tem sido uma viagem fantástica esse exercício de ser feliz!

Acredite, eu sei que sabe sim, viver é muito fácil. Um negocinho simples e encantador. Ah, o tempo é uma arte, Be! Não posso jamais trata-lo como algo racional, afinal, gregos e romanos só avançaram pois deram valor ao tempo e as coisas feitas com paixão.

Tô aqui aberta a tudo aquilo que motiva a felicidade e ao tempo. Aos caminhos que talvez me inspirem a outros caminhos e a outras motivações.

Tô feliz pra burro, mas não dito com força, é um 'tô feliz' leve, entende? Tenho certeza que sim, você é a minha melhor entendedora de ideias sem palavras...rs

Vou viajar pela segunda vez no ano (logo logo), quero muito mais. Por aqui todas as portas, comportas, janelas e buracos estão abertos...

Tá vendo como ando amanhecida numa manhã de sol e céu sempre azul?
Mas se tiver um tempinho de chuva numa manhã fria to bem também...rs

Vou levar a Clara pra Disney.
It will so fun!!!
Mandarei fotos!!!

Um beijo com muita saudade, Van

.