quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Ele chora

.


CERTAS EMOÇÕES SÓ AS LÁGRIMAS SABEM CONTAR! Seria muito absurdo dizer que queria te ver chorar? Nada muito dramático ou traumatizante. Uma outra classe de lágrimas. Queria te ver desaguar. Conhecer tuas razões, tocar teu coração, nem que fosse apenas uma única ( última) vez. Você seria olhos, e eu, ouvidos. Queria tanto te ver chorar... queria sentir o sabor da tua lágrima, sorvê-la para saber quantos anos têm tuas dores, conhecer o doce da tua tristeza, queria uma chuva torrencial das tuas emoções mais profundas, pra saber realmente quem você é, oque te justifica, oque te imobiliza, oque tanto te insensibiliza, queria ouvir tuas letras virarem soluços de quês infantis, pra colocar tua cabeça em meu colo, e beijar tua face, gota por gota, e te desvendar em meio à silêncios e águas sentimentais, e chorar com você todo o amargo, e toda essa acidez desnecessária, que te desprotege, e te afasta de de mim, de vez, quem sabe?... pra sempre...Queria te ver chorar. Torrencialmente, chorar. Ver teus olhos inchados de tanta água, desta água que lava, limpa, cura, hidrata as veias cansadas de pulsarem pelo que nem sabem se pulsam, se pulsam emoções reais, ou se é só cena pra levar a vida na lábia de um enganador, um encantador, ah! amor... como eu queria te ver chorar, chorar à cântaros, e ser eu a única, a única pessoa por perto, pra te secar de toda essa dor.


*

Um comentário:

Anônimo disse...

Fico encantada todas as vezes que visito o seu blog! Suas palavras atingem o âmago. Obrigada por compartilhar essas delicadezas em forma de poesia.