segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Para minha amiga preferida!

.

Oi, Amiga!

Recebi tua mensagem.
Mais do que isso.
Recebi teu carinho,
tua atenção e toda extensão das tuas palavras.
Como não sei ser sucinta, resolvi responder por aqui, este recanto que me acalma, me traz boas recordações, e faz com que eu sinta melhor as minhas emoções.
Pura contradição,
porque, este mundo enm existe, e é onde eu insisto em existir.

Tenho certeza que você me compreende, porque teus comunicados são coisa de alma, e me alcançam, e me acalmam. A inquietação não passa. Sabe quando não passa? Não passa, não passa, não passa não! Uma coisa eu aprendi, querida, as coisas não mudam. Há qualquer que coisa PRECISA ser aprendida e tudo se repete, infinitamente, até que o milagre aconteça. Sou muito boa em cálculos, adoro números e os mistérios da Física, no entanto, nos assuntos da simplicidade da vida real, não passo de ano, sou uma repetente distoante em meio às espertas criancinhas aqui do jardim de infância.

Se estou feliz? _ Sim, estou. Tenho uma lista interminável de graças maravilhosas que fazem da minha vida uma vida boa.
Se estou completa? _ Não!, não estou.

E você irá me dizer com toda a sua profunda sapiência:
_ oras, Be, acorda, alguém está?
E eu vou dar uma risada, e agradecer à Deus por você existir e me dizer coisas que sempre me chegam na hora certa e direcionam minha bússola maluca para o norte, e me fazem prosseguir. Suas palavras e sua energia sempre perfumam minha memória, você é uma preciosidade, amiga dos passarinhos, e que sabe cantar. Me conte de você. Escreva. Manda um passarinho até aqui! Be

3 comentários:

Quintal de afetos disse...

Eu não sei, mas me senti sendo essa a sua "amiga preferida"

Como se fosse a troca do belo e do bem quando me deparo aqui, quando me pouso num riso conversadeiro, sem pretensão alguma de desalinhar caminhos.

Dessa conversa sem beiradas amargas, só contornando o dia praquilo que é bem vindo de verdade.

O meu beijo-passarinho na tua alma, também, Be querida.

Sam.

Lia Araújo disse...

Menina Be, pequena abelha...
saudações de sua antiga admiradora...
passei tanto tempo sem voar por aí..foi preciso...
tava dura, tava seca... mas, teu céu de estrela continua umido de carinhos e requintes de amor...obrigada...me deixou muito bem...

p.s roubei um monte de fotos lindas para minha coleção...bjs

Jason Jr. disse...

*-*
:)