terça-feira, 17 de abril de 2012

PALAVRAS DESMAIADAS

.

Não existem mais palavras pra nós,
sairam todas fugidas
quase desfalecidas
por nunca terem sido ouvidas
ou ( por nós )
devidamente queridas
partiram assim,  esquecidas.


Entre nós,
não existe mais palavra
nem mesmo que fosse inventada
ou qualquer coisa de fachada...
se um dia voltar a te falar
farei  isso calada
usando apenas a chuva de qualquer
madrugada molhada!


*

3 comentários:

Fernanda Curcio e Leonardo Macedo disse...

Nenhuma palavra é tão bela quanto a força de um sentimento.Ainda sou a favor das "palavras imateriais", apesar desse futurismo imediatista que nos assombra...

Beijos,

Fernanda

Be Lins disse...

Eu sou do tempo da palavra, não sei viver sem elas.

Não entendo o "não falar"
quando tanto se pode dizer do sentir.

Mas que somos assombrados,
isso é real.

Muito grata por vir aqui e me presentear com suas palavras.


Beijo

Fernanda Curcio e Leonardo Macedo disse...

Eu que agradeço por deslumbrar os meus olhos e as minhas sensações nas suas.Pois a palavra é isso.Só tem valor quando viva, como a sua é.