domingo, 19 de fevereiro de 2012

Deixe que o dia nasça!

.

Veja bem,
não estou dizendo que quero
ou que não quero,

é que eu só quero ficar assim
parada, calada, de lado, à beira, à espreita,
o b s e r v a n d o o ritmo do 'não movimento',

feito o dia quando nasce,
tudo parece tão lento, tão impossível, tão surreal,
tão  i m p r o v á v e l  ...

e no entanto, apesar de todo silêncio,
o dia nasce, se faz e nos faz.

Dá pra entender?


*

2 comentários:

Karine disse...

Ê, ela voltou a brilhar e que clarão lindo dessa foto.

A. J. Cardiais disse...

Deu para entender. Adorei o seu blog. Parabéns. Beijos