segunda-feira, 31 de outubro de 2011

domingo, 30 de outubro de 2011

Existe Amor

.

"O Amor
vai te contar um segredo
não precisa ter medo
nem sair correndo:

EXISTE AMOR"


[O Tom do Amor, Zelia Duncan]


*

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Se ele fosse uma casa




.

Se ele fosse uma casa, essa casa seria espaçosa, com poucos cômodos, porém. Se ele fosse uma casa, o aroma dessa casa seria de comida feita na hora, num fogão à lenha que tem seu fogo sempre aceso. Se ele fosse uma casa, todo canto dessa casa teria uma cadeira, um balanço, uma cama, uma rede, convidando à preguiça, à languidez e às safadezas de um momento perfeito. Se ele fosse uma casa, essa casa seria sólida, de materiais brutos e nada perecíveis, tudo muito intenso ao toque, ao encostar de pele, de corpo, de alma... Se ele fosse uma casa ela seria o esconderijo acima de qualquer suspeita por sua discrição elegante e misteriosa. Se ele fosse uma casa, essa casa estaria fora de moda, ou acima dela, misturando objetos às lembranças e suspiros saudosos a cada olhar. Se ele fosse uma casa, não haveria um canto sequer mal cuidado, ou esquecido, seria como um pequeno grande mundo zelado por um deus caprichoso e amante do que é bom nessa vida. Se ele fosse uma casa, essa casa seria um pouco como o mar, as férias perfeitas, o sonho bom, o melhor lugar pra ir, pra estar, pra ficar. Se ele fosse essa casa, sem a menor sembra de dúvida, esse seria o lugar onde eu gostaria de morar. Pra sempre.





*

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Eu posso! Eu posso?...



.

Eu posso falar coisas boas sobre mim!
Eu posso falar coisas boas sobre mim?
Eu posso falar coisas boas sobre mim...
Eu posso falar coisas boas sobre mim,

mas, para isso, eu precisaria de uma boa dose de generosidade para comigo mesma,
uma generosidade consciente, quase plácida e autêntica, e essas qualidades, por exemplo,
eu não as tenho. Não alcanço a abrangências das coisas, não sei estar com a consciência
centrada num foco, muito menos tomando posse de uma calma transparente que nunca possui,
consciente ou inconscientemente. Eu não consigo me ver. Ver-me...

Você se reconhece?
Porque o tempo faz dessas, o tempo e as circunstâncias, eles vão nos moldando ao sabor de
seus temperamentais ventos e vendavais, enquanto a gente fica achando que tudo vira brisa.
Vira nada!
Tudo vira de cabeça para baixo, e o controle é outra grande ausência na minha lista de coisas
boas. Não controlo, não tenho controle de nada sobre nada. Sou um lenço de papel sem uso
rodopiando entre as folhas que o vento insiste em levantar do chão só para depois rir-se todo
por vê-las cair. Caías no chão.
Virei uma folha dessas. Uma folha que caiu da árvore e... oque se faz com uma folha?
Quem se abaixa para ajuntar uma folha caída no chão? Ás vezes eu faço. Sou louca por folhas.
Coleciono-as. Tenho cestos e mais cestos de folhas secas. Identificação?

Talvez!

Eu queria falar coisas boas sobre mim, mas prefiro falar das folhas que caíram e que mesmo caídas
ficam lindas no contraste com o branco das pedras da calçada. E o banco solitário que ali está,
parece, estranhamente, gostar muito da companhia delas.


*

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Musiquinha

" A Felicidade
está cheia de A
está cheia de E
está cheia de I
está cheia de O
está cheia de U

que a Felicidade
desabe sobre seus ombros..."





*

sábado, 22 de outubro de 2011

"Atraversiamo"

.

Talvez ninguém possa saber como as coisas são para outra pessoa,
assim como talvez, ninguém possa saber porque certas PONTES parecem
querer partir corações...


*

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Enquanto ele fala, as flores se abrem em flor.

.

Todo mundo sabe que aprender é viver mas
_ quem nunca aprendeu que só o AMOR ensina?

Ainda que Ele seja um sentimento tão pleno,
o que temos ao alcance para encontrar a felicidade?
Por tudo que vemos, tem os gestos, olhares,
mais ainda nesses detalhes são apenas formas de ver
para ver o quanto somos TODO O ENCANTO,
e num piscar de olhos, tudo muda e fica mais colorido.

Quanto mais nos damos, mais temos a receber e, assim,
não há como por na vida toda em demasia,
ainda que nos segredos de cada detalhe a alegria pulse.
Ela nos faz completos.


por, Lianto Segreto


*

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Tic Tac

O relógio da sala
Batia uma hora
Que fora engolida
Enquanto o tempo
De dentro dela
Virava poeira
De outra vida...


Vamos dar uma volta?


*

Assista!

.

P U R A   D I V E R S Ã O


*

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Arte em Movimento

.

Artistas
fazem o mundo
e do mundo
um lugar melhor



*

Eu sou da chuva

.

É que gente precisa
É que a gente precisa
É que é coisa de gente

acreditar que chove além de chuva
que sementes precisam ser regadas por
tudo que uma chuva traz em cada pingo transparente:

em cada pingo chove a essência de um milagre pequeno,
uma planta, uma árvore, uma fruta, uma estação, uma plantação,
é vida em multiplicadas metáforas molhadas regadas nas gotas do amor.

Eu chovo!


*

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

"Quando o corpo pede um pouco mais de alma..."

.

... é que além de chuva,
eu queria que também chovessem
(gotas que fossem)

de múltiplas delicadezas.


*

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Eitha!


.

Eu me espanto com as pessoas. Na entrada do outro dia, mais espanto. Eu me espanto do nascer ao pôr do sol. Minha familiaridade com gente perde-se a cada palavra. Olho as pessoas e pergunto-me: onde está a sua verdade? Alguém fala a verdade nos dias de hoje?... ou houve algum tempo em que a verdade foi dita? Eu, não digo. Se dissesse seria banida para algum sanatório público bem decadente e talvez nem o poder públido me quisesse por lá. É que eu não entendo. Juro que tento, mas não consigo um átimo sequer de compreensão. Porque as pessoas agem estranhamento com pessoas estranhas como eu. Mas, oque é estranho? Ter os braços abertos? Um sorriso de boas vindas? Uma atenção ao que o outro tem de bom? Ser ingênuo é estranho? Não falar maledicências e querer comentar como a lua está linda? Gostar de flor, de bicho, de criança, de falar bobeiras, de livros?... Legal é oque? status, poder, superiordade, alcances sociais, e essa papagaiada toda?
Putz, bem hoje, dia das crianças fui escolher de ficar de bad, que droga!... Sei lá, tá tudo assim hoje, parece que passou um vendaval, e eu tenho tentado tanto fazer olhos de não ver para a hiprocrisia que reina no meu reino... vai ver que a minha criança de dentro, que porto com tanto carinho e cuidade para que não se machuque resolveu chorar hoje porque... é crazy, is very crazy esse mundo.
Andei falando num dia de sol que é preciso semear o caminho para que ele seja bonito, e eu semeio, eu leio, eu sonho, eu viajo, eu abraço, eu comungo, eu esqueço, eu perdôo, eu tento mesmo, mas o efeito estufa não está somente na pobrezinha camada de ozônio, está nos campos de pensamentos coletivos também , e muitas chuvas e calores fora de hora andam prejudicando não só a natureza mas principalmente as naturezas mais simples.
Mas bóra lá, né?... porque a gente não desiste nunca, a gente levanta, sacode a poeira, e volta a plantar sementes puras no coração. Até o dia que Deus quiser. Ou a gente puder.

*

domingo, 9 de outubro de 2011

Passando do Ponto

.

Estou chegando lá segundo a segundo.
Lá, eu não sei bem onde. Meus passos parecem muito lentos,
e o são, na verdade, mas quem se importa?
Se eu passar do ponto, quem vai chorar por isso?
Talvez nem mesma eu. Eu simplemente não me importo mais:
_ o tempo das importância também já passou...

Todavia,
não desgrudo dos meus vermelhos-paixão que crêem
que o sol sempre está a caminho.
Enquanto isso, sigo segundo a segundo cantarolando
aquela mesma canção,
 me esforçando ao máximo para fazer de conta.
Para fazer de conta que eu simplesmente NÃO ME IMPORTO.


sábado, 8 de outubro de 2011

YO TE CIELO

.

"Se pueden inventar verbos?
Quiero decirte uno:
YO TE CIELO, así mis alas se
extienden enormes para amarte
sin medida"

_ Frida Kahlo


*

É isso!

http://thatreference.tumblr.com/tagged/ryan_woodward

O INTANGÍVEL

.

é que tem um certo tipo de vazio
que nada consegue ocupar:

é nessa hora que o sentido se faz:
_ É PRECISO SE RENDER À VIDA

[...e a vida, é MAIS]


*

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Adeus é uma palavra que não lhe cabe...

.

"Você já está nu,
não há razão para não seguir seu coração."

[Steve Jobs]


*

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Românticos

.

ELE:

_ E aí?... pensa e daí?
Enquanto
eu pergunto e você pensa,
os dias passam, o tempo passa,
e oque eram para ser momentos
o s   n o s s o s  m o m e n t o s
deixam de existir.

EU:
respondo com essa canção:


"Eu,
fico pensando em nós dois,
cada um na sua,
perdidos na cidade nua,
empapuçados de amor,
numa noite de verão,
(ah! que coisa boa)
meia luz, a sós, à toa,
você e eu somos um
caso sério,

ao som de um bolero,
dose dupla,
românticos de cuba libre,
misto quente,
sanduíche de gente..."


*