quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Aceno!




Foi só quando soltaste minhas mãos
que eu percebi que elas eram minhas.



Bonitas são as mãos,
mas eram tão mais belas
quando dadas às tuas
que parece que se foi,
para nunca mais...



O que faço eu
das minhas mãos
sem as tuas
agora?
Talvez, acenar?...
Adieu!




*

2 comentários:

Anônimo disse...

Nossa! Suas palavras me leram, me traduziram por completo. Estou assim, perdida, e minhas mãos, soltas..
Esse blog tem se mostrado um lugar maravilhoso pra se visitar!
Parabéns..
..e obrigada!

Adriana ♣* disse...

É... só nos resta acenar...

:S