quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Passe a Estrela!




Funciona mais ou menos assim:
Não requer muita prática nem habilidade embora saiba-se, prática e habilidade adquire-se praticando, não faz-se necessário muitos alardes nem muitas palavras, até bem justo pelo contrário, eficiente se faz o uso de uma entonação suave onde os gestos falam tanto que nem se imagina o quanto... recursos infáliveis a serem usados são os sorrisos francos, saídos diretamente da porta da frente de onde aguardam os carinhos mansos  prontos para serem doados, uma dose generosa de compreensão, ampla, irrestrita, acolhedora, irmã... irmã de sangue ou de alma ou tudo isso junto, e, não há necessidade alguma de agendamente por ser sempre causa urgente onde literalmente, toda hora é hora, e onde a boa vontade deve ter a prontidão do piscar dos olhos; fundamental dar-se um chega pra lá na dona preguiça e ter a certeza de que a recíproca nesse caso é e sempre será, absolutamente verdadeira.

Fazer algo de bom para outra pessoa visando o coletivo, passar a estrela da alegria adiante é mais ou menos como uma corrida de revezamento:
um segundo conquistado por cada um da equipe será a vitória de cada um da equipe, a chegada coroada por sorrisos e bem-estar será de todos, compartilhada em abraços e calor que só o conjunto nos traz. Passar a estrela da alegria pra frente é a nossa pequena forma de fazer do dia-a-dia dias que valem a pena serem vividos, e do mundo, um lugar mais iluminado, onde todo mundo pode brilhar um pouco, e todo mundo pode ajudar o outro a brilhar um pouco também, e com isso, fazer-nos todos, CONSTELAÇÃO.

Acho que é mais ou menos assim, tô na turma dos aprendizes e ainda estou treinando, mas é aquela história do início, prática e habilidade, adquire-se! Bóra praticar!

*

Um comentário:

Aksa Bandeira disse...

Todos os dias teremos algo a aprender, somos como uma obra inacabada...

Bjus**