domingo, 1 de maio de 2011

Sina

.


_ Hei!, você que partiu sem ao menos dar adeus... é!, você, que parte meu coração partindo só porquê eu não consigo ser melhor do que isso que eu sou. Eu sei que deixo tudo a desejar. O tempo nem sempre aguça todos os sentidos. Os sentires. Nem todos os vinhos melhoram com o tempo. Eu gostaria que você soubesse que, no entanto, eu tento. Eu vou continuar tentando. Mesmo que isso signifique muitas falhas a mais , muitos ridículos repetidos, muitas ignorâncias expressas de forma desnecessária, mesmo e apesar de parecer nem ter jeito mais, eu continuarei a tentar. Eu quero que você saiba que todo santo Domingo a noite eu prometo. Eu juro. Eu faço acordos comigo mesma pra ser uma criatura melhor. Geralmente dou com todos os burros n'àgua, mas ainda assim, reuno todas as forças, junto-as no mais limpo canto da minh'alma e estabeleço que serei melhor. Por mim, pelos que me rodeiam e por você, que partiu tão sem avisar, tão depressa que não deu tempo nem de ver seu rastro de luz. Quero que saiba que sinto muito. Sinto de tudo um pouco, mas farei o possível para sentir oque for de melhor. Sinto sua falta, e sentirei porque pra mim, cada átomo de presença que me circunda me mantém viva e uma pessoa um pouco mais digna. Por você, que foi embora daqui e nem me deu chances para tentar explicar e justificar com meu lerolero barato é que, além de me desculpar, quero agradecer, porquê nesse Domingo de intenções, foi sua partida que me fez ver o quanto preciso melhorar. E crescer. Nas vitórias e conquistas ficamos com a visão inebriada e com isso, sujeitos ficamos à tropeços sérios..., no que perdemos pelo caminho reside nossa melhor lição. Quero que você, que foi embora assim, tão sem explicação, saiba que dedico oque eu aprender nessa semana, inteiramente, à você, e se por acaso e até muito provavelmente eu nada conseguir, ainda assim, as partículas das minhas intenções do bem, serão todas por você.

*

2 comentários:

Maria disse...

Serão todas por você... o melhor e o pior que eu possa ser...Necessária e ingênua essa liberdade de agir,ser e pensar...
Essa é a minha busca...Será que um dia alguém insistirá em mim...Mesmo sendo eu sua maior rival?
Mil bjs querida...
Me fez repensar...

Adriana ♣* disse...

Lembrei do seguinte texto:

Aquele passo

O problema da condição humana não é a morte. Melhor: não é o conhecimento que temos de que vamos morrer. Nosso problema é não termos como interferir no passado. Seríamos felizes se tivéssemos como editar o passado. Sobretudo o passado amoroso. Fazer as coisas que não fizemos, e que deveríamos ter feito. Não fazer certas coisas que fizemos, e que não deveríamos ter feito. Deus, como eu gostaria de uma máquina do tempo. Aquela palavra que não foi dita: teríamos a chance de dize-la. Aquele gesto que faltou: teríamos a chance de faze-lo. E mais que tudo um passo específico: teríamos a oportunidade de refletir sobre ele. Quero dizer o seguinte: há, na história dos nossos amores, um passo a partir do qual não há volta. Um determinado passo. Cada um de nós sabe, num amor perdido, qual foi exatamente o passo a partir do qual não havia volta. Todo o resto é conseqüência desse passo. O sonho vão de todos nós, no amor, é voltar atrás num único passo. Aquele fatal.

Você: qual foi seu passo no seu grande amor perdido?

Autor: Fabio Hernandez

Bjs,

Dri