sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Ainda nas ondas da virada

Ele desejou à ela, um ANO ÚNICO.
Depois riu de si mesmo por concluir que todo ano é único.

[Não para ela:
Para ela um ano poderia conter mil anos, ou dia nenhum
poderia repetir-se infinitamente para que todas as possibilidades
fossem possíveis, ou poderia passar repetindo os dias dos dias dos
outros anos. Tudo dependeria de uma única coisa:

_ o tanto de AMOR.]

Mas ela apenas respondeu que haveria de ser um ano único
por poder ser um ano especial.
E torceu muito por isso naquele momento.

*

5 comentários:

Alässe disse...

Adoro quando se escreve sobre o que a pessoa está sentindo no momento e logo depois o que ela diz. Ótima técnica XD

LUZIA disse...

Lindo texto!!

Bjos.

Denise Portes disse...

Be,
Quanto tempo eu não passeio por aqui, tudo lindo como sempre.
Feliz ano novo e que você continue essa pessoa sensível e encantadora.
Um beijo, com carinho
Denise

Menina no Sotão disse...

As sensações que temos em nós nem sempre alcançam os outros e quando alcançam fazemos festa e pronto, temos um ano inteiro, uma vida inteira e tudo cabe dentro de um mísero segundo. É assim que a gente entende a tal da eternidade. bacio

Andressa disse...

LINDO (: