quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Por Nós


Sim, haveriam muitas palavras ainda a serem ditas. Tantas e tão belas, simples bobagens repetidas diariamente por todos os enamorados apaixonados desse espaço sideral, mas quando nossas, ah! quando nossas, transformam-se tão facilmente em tesouros!...

[Sonhou comigo? Dormindo não! Com você eu sonho sempre, só que acordado]


Deveria haver uma regra divina que estabelecesse que todas, todas as palavras que falassem de amor, carinho bem querer e afins fossem, absolutamente verdadeiras. Se não fossem, a pessoa que almejasse más intenções com as palavras, engasgaria e simplesmente não conseguiria pronunciá-las. Já pensou? !...


[Quando quiser ser amada, ainda que só um pouquinho, eu estarei aqui]


Abrir o coração para abrigar outro coração é quase um parto. Concebemos a ideia, alojamos a semente, permitimos que cresça, que nos invada,nos inunde com todo seu ser, amamos cada centímetro daquela imensidade que nos habita para, em meio à dores de aceitação e contrações de um corpo que não quer sofrer, parirmos o amor.


[Venha aqui!]


Tantas coisas ainda a serem ditas. Tantas coisas que queria ouvir de você, como essas guardadas aqui, como todas as que sonho, ou sonhei, porquê creio que nem sonho mais. Mas, sabe?!... infelizmente, parece-me que certas palavras não nasceram para serem ditas por nós. Culpa nossa, por não termos entrado a tempo na fila dos finais felizes.



*

9 comentários:

Michele disse...

Concordo, Be! Palavras não-verdadeiras ou a falta de amor, deveriam trazer consigo engasgos e tornar-se de vez impronunciáveis!

Não sei... não acredito que se há tantas coisas bonitas a serem ditas, tanto sentimento bom, o final não seja feliz. Talvez apenas não tenha chegado ao fim.


Um beijo, querida!


irdaci
* (Adorei essa comparação do amor ao parto! Muita criatividade e extrema sensibilidade da sua parte, escritora!)

Lunna Guedes disse...

As vezes eu acho que basta o silêncio e as palavras se manifestam de outra forma. rs
Mas aí eu lembro que tem gente que não sabe entender os sinais e o silêncio preciso ser desfeito, mas hoje, eu estou querendo silenciar tudo a minha volta. rs
Bacio

Jessy Rodrigues disse...

Que lindo.
E eu hei de concordar!
Mais flor, quem sabe ainda não seja a hora do final feliz mesmo então...
Permita-se a felicidade!
O final deixa beeeem pra depois ou pra jamais.. rsrs

BeijosEstalados

Eliete disse...

Às vezes deixamos de entrar na fila dos finais felizes por não acreditarmos nisso. Lindo,bjs Eliete

Schαnα disse...

Michele querida!
deixei um desafio no meu blog pra ti!
beeeijo!

Lua disse...

"a tempo da fila dos finais felizes

profunda a frase.. gostei!

bjos ;)

quanto pesa o vento? disse...

gostei muito das tuas palavras.

abraço.

Laísa disse...

Lindos escritos e excelentes comparações!
os sentimentos escorrem em palavras mesmo... basta ter a capacidade de discernir a veracidade de outra qualquer coisa (aí que mora o segredo). Pois quando a questão é "O outro", apenas supomos.

beijo cacheado querida.
parabéns pela sensibilidade.

Camila disse...

Lindo texto... vc sempre escreve bem...

=)

Tem um desafio pra vc no meu blog... se quiser participar...=)

Beijos!!