quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Cadê os sentimentos?

Meus emaranhados cerebrais andam preguiçosos e repetitivos. Anestesiados e passivos. Comportados e chatos. Organizados e nada pecaminosos. Conservadores com nada de grego. Antiquados e cheios de reservas. Reservas bem mais para água do que para vinho. Resumidamente, um TÉDIO.

[Um tédio em tom pastel]


*

7 comentários:

Camila disse...

Ohh. Grande cérebro, qual será o dia que não interferirá nas coisas no coração?!

Beijos

Michele disse...

Mas a impressão que tenho, é que mesmo no meio do tédio você transborda poesia, Be!

Recebi seu carinho daqui! Realmente não há nada melhor do que ter ao nosso lado pessoas amadas e que são parte de nós! :)

Beijos!

Jackie disse...

oiee! sou nova no mundo dos blogs, e amei o seu ^^ to te seguindo. Se quiser me visitar o endereço é: coisasdejacke.blogspot.com
beijo

Vanessa Mendes disse...

que blog mais fofo *-*
seguindo ...

Carla Dias disse...

Aaah, nem fale, flor. Não só entendo como também sinto a mesma coisa.

Falta cores, falta amores que inundam a alma.

Beijo!

Luciana B. disse...

Adorei seu blog, muito lindo *-*
Seguindo...
beijo!

Jessy Rodrigues disse...

Ouse pinta-lo de cores vivas,
permita-se ...
Quem sabe assim ele se vai!
Sair do tédio é apenas uma questão de ter estimulo pra fazer algo, apenas sinta dentro de ti essa vontade do que faz bem, e viva! Deixando de lado o tédio..

BeijosEstalados!