sábado, 25 de setembro de 2010

Feito Mantra

Tem vezes que a gente recebe palavras tão bonitas,
tão bonitas quanto sábias, que o gesto de guardar vai
muito além do coração, a vontade que nasce é de dividir:

'Respire, amor...!

Vai devagar, bem suave,
respirando verás que realmente tudo
isso é impermanente...

Respire, amor!'


[Se todos fossem iguais a você, que alegria viver!]


*

8 comentários:

Juci Barros disse...

Linda verdade.
Beijos.

Lia Araújo disse...

Repetido mil vezes...
sempre linda tuas palavras

beijos querida

Sαbrinα Frehí disse...

então apenas respirarei, quem sabe assim as coisas nao acontecem de verdade (:

renata carneiro disse...

ah, o amor!
lindo de sentir!

um beijo

Denise Portes disse...

Be querida,
Todas as vezes que passeio por aqui encontro palavras que me tocam.
Um beijo
Denise

Adriana ♣* disse...

A palavra impermanente faz parte do vocabulário Budista...
Afinal tudo passa!
A tristeza passa... a felicidade passa... o sofrimento passa... a dor passa... a alegria passa...
E assim fica mais fácil caminhar...
Muito bom!
Bjs

Michele disse...

E que bom que você decidiu compartilhar, Be! Pra gente aprender a respirar com calma também...

Um beijo!

Lucas Tiago R. de Freitas disse...

respira fundo.