domingo, 29 de agosto de 2010

Um Convite Especial

Meu Deus, quanta pressa estou sentindo. Uma pressa amiga, sabe! Ando em meio à descobertas tão imensas. Descubro coisas dentro de mim. Ando me sentindo Cristovão Colombo navegando mares nunca dantes navegados com a nítida sensação de que no próximo acerto de olhar, irei avistar terras paradísiacas e prontas para serem exploradas. E isso tudo dentro de mim. Pode? Eu preciso agradecer, eu preciso gritar, eu preciso sair dançando pela rua feito a louca serelepe do oitavo andar, eu preciso tomar consciência, abocanhar com todos os dentes esse pedaço de céu que sinto perto de mim. O quê é esse sentimento? ... não sei explicar direito, pois é tão inédito e genuíno, talvez fruto de tantos séculos de busca. Houve tempo em que me sentia olhando a festa da vida por entre as vidraças de onde a luz refletia alegria. Do lado de lá. Eu estava sempre do lado de fora, observando, como alguém que nunca adentraria aquelas portas elegantes, aqueles ambientes calorosos, de cheiros inebriantes, um tom sépia hipnotizante, doces e pessoas, músicas de notas perfeitamente combinadas, fluidez, danças e sorrisos e abraços e calor. Olhava lá de fora e pensava que ali devia ser a festa que rolava dentro do coração de Deus. O quê parece-me agora é que, finalmente eu percebo, tímida e tentando que seja conscientemente é que EU POSSO ENTRAR. Eu posso entrar. Você pode entrar. Todo mundo pode entrar. Eu pensava, ali, do lado de fora que, não tinha a roupa apropriada para aqueles tão finos salões, via-me com os cabelos desgranhados, as unhas sujas, a postura deselegante de quem vem carregando fardos de mágoas de mil encarnações, e um cheiro ocre que refletia todas as maledicências de que fora capaz. Olhava-me ali, e jamais me imaginava ultrapassando essa fronteira. Mas então, algo aconteceu. Talvez, o Dono da festa tenha se compadecido de forma especial por aquela criaturazinha que ficava ali, na espreita, tão ávida, tão desejosa, tão admirada, tão encantada e tão sinceramente crente que ali devia ser o melhor lugar do mundo de todos os mundos que, Ele fez um sinal. Ele disse numa língua que só meu coração entendeu , porquê meu consciente ainda procura traduções, ele disse que eu podia entrar, era só dar os passos necessários, e que não havia nada de misterioso nos tais passos necessários. Era só dar os passos. Andar em direção à. Querer, e a partir desse querer, andar, e andando, entrar, entrar na festa da vida plena. Minha mente respondeu naquela mesma língua divina que não estava à altura de um lugar tão adorável. Ele disse então que oque os meus olhos viam lá dentro nada mais era do que eu mesma. Meu Eu grudadinho no Eu Dele, do Senhor da festa no céu. Disse que quando eu mergulhasse para o lado de dentro, todas as feiúras do lado de fora se transformariam. E eu acho que acreditei. Ainda não entrei lá dentro. Estou dando passos, engatinhando na verdade, em direção ao hall de entrada onde brilha um lustre gigantesco de estrelas prateadas e, só de estar aqui, já me sinto no céu. Minha barriga até se aperta de tanta expectativa boa do que está por vir. E pela primeira vez na minha vida toda e de todas as vidas, falo isso VERDADEIRAMENTE. Isso só pode ser coisa de Deus. Ou melhor, coisa de um Deus Amigo que adora fazer festa nos corações de todas gentes dispostas a fazer dessa vida, UMA VIDA FESTA.


*

2 comentários:

Michele disse...

Be, eu AMEI esse seu texto! Adorei tudo nele... a forma como você escreveu, fez com que eu me encaixasse nele um pouco também, nesse meu momento de descobrir o que é ser mãe e finalmente estar vivendo isso, ao invés de só olhar do lado de fora!

Penso que essas vivências tão boas que nos enchem a alma de alegria, só podem mesmo ser proporcionadas por Deus! São como presentes que colhemos dos céus ao longo da vida. E quando sabemos reconhecê-los e apreciá-los, tornam-se o motivo de nossa existência ser mais colorida e doce!

Viva toda essa felicidade nessa intensidade tão boa de se sentir!

Beijocas, querida!

Thaís Dantas disse...

Vocês entrou, eu talveze, todos um dia entrarão, não sei se ja entrei ou estou na espreita, espero que esteja preparada para essa festa da vida +_+
Ai adorei o texto querid :*