domingo, 25 de abril de 2010

LUZ

A primeira coisa que faço quando chego em casa é acender as luzes. Todas. Gosto de ver a luz povoando os cômodos da minha casa. De certa forma, é como se acendessem luzes em mim POR DENTRO, porquê minha casa é meu lugar preferido no mundo, eu sou ela, e ela, sou eu, ela estando acesa, acesa estarei.
Quando eu fico triste, a primeira coisa que faço é apagar as luzes. Talvez seja vergonha, um certo constrangimento de mostrar ao meu lar, meu lado cinza, e minha suscetibilidade, ou melhor, minha fragilidade frente à aridez das relações. Parece que ouço as paredes da minha casa dizendo:

_ Mas será o Benedito que você não aprende nunca? Você protege tanto a casa. Alarme, travas, sensores, vigia, confere todas as janelas e portas... oras, como você pode ser ao mesmo tempo, tão displicente com você mesma? Agora temos que ficar todos no escuro por conta da sua inconsequência... deixa a porta aberta, as janelas escancaradas, e reclama que entrem ladrões? A culpa não é de quem furta, mas de quem é furtado. Aghhhh!

Que bronca! Apago as luzes de dentro, e silencio. Apago as luzes de fora, e quase não me movo, para não irritar mais as minhas paredes internas e externas. Vou dormir. E durmo, graças aos Céus, e nessas horas, é sempre a graça dos céus que me socorre: mandam-me luz. Não sei de onde, mas chegam raios de LUZ. Recomponho-me prontamente, a luz que vem do alto, o sol, as partículas de luz, a energia viva e divina não pode ficar sem resposta. Minha casa sorri. Está tudo aceso de novo, mas a bronca que minha casa me deu não sai de minha cabeça. De vez enquando a gente tropeça, creio que é um lembrete da vida para a gente não cair de vez, um lembrete que o chão nem sempre é seguro, que ás vezes, ele é escorregadio e traiçoeiro, e o mais recomendável é andar bem com cuidado, com os dois pezitos atentos, firmes e fincados no chão.
É isso, FIAT LUX.


*

6 comentários:

Anônimo disse...

E como diria Caetano "Cada Um sabe a Dor e a Delícia de ser o que é".

luz,dentro de ti.

Mayson Laércio disse...

amei aki ^~

todavia, mas, porém... disse...

É disso que ando sentindo falta. De luz.

todavia, mas, porém... disse...

Por mais que eu acenda todas aqui.

Schleiden disse...

Como se faz nos filmes, mesmo? É... Ah, sim: Estrale os dedos! Eu abro um sorriso. É a luz da ALMA.

Denise disse...

Ha uma canção do Almir Sarter,que diz assim:
Acender a luz, iluminar
Vem chegado a hora
De tudo enfim se clarear
Na lia dos dias meus
Que só querem ver o vento
E viajar(...)
dias iluminados

carinho