quarta-feira, 21 de abril de 2010

Com sapatos de veludo, eu vou andar!

No final das contas,
estamos todos juntos,
esperando o mesmo ônibus,
que trilhará um único caminho,
parando aqui e acolá,
no sobe desce das paragens.

Onde descemos,
onde subimos,
não faz diferença ao caminho,
que é plácido, calmo e
exatamente como tem que ser.
O quê deseja um CAMINHO?

_ Creio que ele deseja ser trilhado com pés calçados
por sapatos de veludo.


[SUAVIDADE]


*

4 comentários:

Schleiden disse...

"Ela sabia andar pelos caminhos
Por cima deles, levitando, vê?
Não. A questão é só de sentir.
Suavidade não se vê, se sente."

Stéphanie Pastori disse...

Eu adoro seu blog. Tem cheirinho de boas lembranças. Estou sempre por aqui.

Saudações...

beijos

Denise disse...

trilhar o caminho na leveza.
Se por hora a densidade acontecer
vir aqui te ler,belo remedio pra voltar a colorir os dias e calçar pantufas.

adoro!

Lianto disse...

A passar pelo caminho
lentamente,
vagarosamente
onde permanece onde passamos
onde caminhamos
mas o que fica é o caminho,
leve
perene e tranquilo.
Mas ando com sandália de couro e descanso para não me cansar a esses modismos, ...