terça-feira, 2 de março de 2010

I M A G I N A Ç Ã O

A coisa mais fascinante que existe na vida humana pra mim, é a capacidade de imaginar. Nessa arte, as crianças são imbatíveis. De um giz que traça linhas e números numa calçada, pode-se chegar ao Céu. Lembro-me bem de quando brincava de amarelinha. Conforme chegávamos ao céu, partíamos logo para uma nova brincadeira, que era brincar no céu. No meu céu de criança, havia muitos anjinhos bonitinhos de cabelos cacheados, fazia sol o tempo inteiro, e tinha a maior quantidade de doces que a gente conseguisse afanar na cozinha da minha mãe e da minha vó. E a gente cantava, e brincava de roda, e tratava de não incomodar Deus, que devia estar resolvendo coisas mais importantes. Assim a gente imaginava. Aí, então, crescemos, e em graus variados, temos a imaginação ampliada ou reduzida. Não sei o que houve com a minha quota de imaginação. Sei que ela está aqui, presente, imagino coisas o tempo todo, mas, não ando imaginando certas coisas por precaução. O que será que é mais importante?... uma vida segura com a imaginação no controle, ou uma vida solta, que ultrapassa a dona imaginação, pois além de imaginar, realiza?... Eu diria que depende. Tudo depende, é relativo, é estranho até. A maioria das pessoas são muito sérias. Protegem-se, e acho que estão certas. Acho que ninguém endurece o coração gratuitamente. Sempre tem algo mais. Somos seres imaginativos imaginando formas de se proteger. Não todos, claro!... Ou seriam todos? Peculiar em mim é ficar imaginando palavras, como se elas estivessem a minha disposição. Imagino que posso fazer isso, colhê-las e fazer delas uma salada. De fato, ignoro o fato n.334 que diz que, quem escolhe quem, não são os autores, mas sim, as próprias palavras. Assim como os livros, que nos escolhem, e não a gente a eles. Mãos de anjos nos apontam, são os sopradores de palavras, de caminhos, de sinais, e oquê muitas vezes parece ser imaginação, pode bem ser um sinal de um anjo. Protetor. Aliás, tem anjo aqui do meu lado soprando que usei palavras demais pra dizer uma coisa assim tão simples: A imaginação nos dá asas para voar, mas é sempre bastante sensato ir devagar com o andor. Assim ele falou, e disse.


*









4 comentários:

Pipa. A que sonha. disse...

Não querida Be,

Ninguém endurece o coração gratuitamente. Tem sempre um preço. E o preço que se paga às vezes é alto demais.

Um beijo

Pipa. A que sonhou um dia.

Dani disse...

Imaginação é tudo.
É combustível prá viver....

beijo be


Faxina

Michele disse...

Imaginação nos dá asas sim. No caso a minha, sem controle, tem a capacidade de me levar pro outro lado do mundo - perco a noção! Ai se não a controlar!


Um beijo.

Paulinha Nilo disse...

Be querida,
IMAGEM EM AÇAO!! Como nos leva longe e nos dá sempre o destino certo!!
COR- AÇAO... O cor é o mesmo, de coragem, li um dia... nunca endurece, se entristesse, mas sem perder a ternura jamais, a la Che!!
Seu canto é mágico... Parabens! Bjos