segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Por Você!


... mas a outra que há em mim, aquela que tem todos os seus neurônios em forma de pequenos corações, aquela, que frente a mera menção do seu nome, fica sem ar, aquela que sai do rumo só pra seguir pipas pelo ar porque elas lembram você, essa, que não considera hipótese negativa alguma, essa que acredita no seu amor, e retribui, loucamente, ainda que em outra esfera, essa, meu querido, te vê de forma carinhosa, te espera sempre, e ignora todas as obviedades. Essa que sou eu também, é sonho, mas eu a prefiro. No mundo dessa outra de mim, você é verdadeiramente meu, e nossa história não tem fim. Essa, que eu gostaria de ser, ainda que tão mais louca e insana, dos atos que eu não suportaria carregar as consequências, te diria sem medo:
_ abro os meus olhos todos os dias, só por você!

*



[Essa seria eu todos os dias, se você fosse como ela te vê.]




*



6 comentários:

Daniel disse...

Por que a gente sempre tem uma vontade imensa de não sermos o que somos?

Quando na verdade somos o que sempre quisemos ser.

Beijo

Lilian disse...

Aii que delícia de texto...
Voei lendo aqui.
Parabéns pelo blog..
Beijo.
*

Gian Fabra disse...

ah... essas moças q causam suspiros...
=)

André S. Lima disse...

adorei a duplicidade da coisa :)

brendavianna disse...

Que maravilha de texto!!
Parabéns em?

beijos

Intimidador. disse...

Essa outra em você, louca, insana, que se diz incapaz de responder aos atos próprios, mas que sabe que é, na verdad,e muito capaz, é linda, sabia? Uma hora um moço enxerga e faz uso de tanta coisa bonita que pulsa ai dentro desse coração-furacão-de-amor, que você tem.
PS.: Lindas fotos.

Até.