sábado, 12 de setembro de 2009

Eu não sei parar de te olhar


*

Meus olhos te procuram.

Como não te acham,
ficam tristes.

Tristes, só te espiam.

*

3 comentários:

Lela disse...

Desejo que um dia a luz do seu par de olhos encontre a luz do par de olhos dele.

Gian Fabra disse...

expiam os olhos que espiam...

olhos de jabuticaba ñ nasceram para serem tristes.

...kiss...

Bia disse...

Ficou lindo isso, hein, Lela?
Um poema. Adorei.

Gian,
você tem razão.
E quando vc aparece,
sou só sorrisos. Sabia?

Beijos aos dois.