sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Alô... alguém me viu por aí?


Eu rio, e eu sei que a vida é bela. Eu também sei que as coisas mais simples são as que regem o nosso mundo. Mas acontece, que existe um tristeza, um risco no peito que não me é permitido mencionar. Uma ausência, que eu sei que não é falta, é medo, é solidão.
É um sonho perdido frente às multidões.

Coitadas das minhas estrelas,
há tempos não vêem um só brilho em meu olhar!

(A.E. Calistro)

........................

Como são parecidas as emoções.
Somos todos, pobres crianças perdidas
nesse mundo sem sentido e sem manual de instrução.

.


6 comentários:

Ana Luisa disse...

"Somos todos, pobres crianças perdidas nesse mundo sem sentido e sem manual de instrução".

Vc acertou! Falou de mim..rs..mais uma vez.

Beijão.

poeira que fica disse...

lia e pensava justamente isso: estamos todos perdidos.

Pequena Kah disse...

Nossa! Amei o post. Esse estranho vazio, também me sinto sem direção.

Beijos.

Caróu Penna; disse...

Vc não procura carinho, ele mesmo te procura.
Vc é uma graça Bia!

Ansiedade Antropofágica disse...

Como são parecidas as emoções.
Somos todos, pobres crianças perdidas
nesse mundo sem sentido e sem manual de instrução.

acabei de sonhar com o nada. com a morte. acordei criança-perdido aqui estou com uma vontade imensa de chorar;;;

beijos.;.... adorei o texo.

Alma Póetica disse...

Nesse mundo em que vivemos, temos que encontrar o nosso própio manual de instrução...
Parabéns pelo blog!
Visite o meu e se der tempo, visite tb: http://flaviocircini.blogspot.com/2008/08/hoje.html