sábado, 26 de julho de 2008

Mas isso existe?

Quando penso no Amor,
lembro de espelhos.
E fantasia.
Um veria nos
olhos-espelhos do outro,
uma coincidência
de fantasia.

O Amor seria,
então,
uma coincidência
de fantasias.

Fantasias.

*

4 comentários:

Pequena Kah disse...

''Um veria nos
olhos-espelhos do outro''

Adorei isso que você escreveu. Como seria bom. Mas não sei se isso realmente existe, tenho desacreditado nesse assunto.

Beijos.

Bia disse...

é Kah,
a pena das penas,
parece que perdeu-se por aí,
o tempo de Amar.

Ninguém mais tem tempo
para Amar.

Beijos, Doçura.

O Profeta disse...

Será?

O vale acorda no encontro ao mar
Engalanado por pingos do céu
A terra exulta em alegria
Tal como noiva debaixo do véu

Vem voar comigo no vale dos milhafres


Boa semana


Doce beijo

Bia disse...

Algo em ti,
te faz tão familiar...

Ah!Profeta
não faz esse convite assim,
que sou doida
e posso aceitar.